Consórcio Cooperativismo de Plataforma recebe U$ 1 milhão de financiamento do Google.org.

 Créditos: Susie Cagle

Créditos: Susie Cagle

Já publicamos aqui alguns posts sobre Cooperativismo de Plataforma, um movimento que reúne empreendedores, pesquisadores e ativistas e que propõe um modelo mais democrático e aberto para as plataformas digitais, baseado na copropriedade e na gestão compartilhada.

A ideia central é mostrar que uma plataforma como Uber pode ser mais eficiente e justa, sendo de propriedade dos motoristas e dos usuários.  O Cooperativismo de Plataforma busca superar o modelo tradicional da Gis economy em que plataformas, como Uber por exemplo, oferecem serviços sob demanda, executados por trabalhadores temporários, sem vínculos com o contratante e nem com a plataforma que faz a intermediação da contratação. 

Leia mais: Gig Economy: a glamorização do trabalho precário.

Ancorado nesse propósito foi criado o Consórcio de Plataformas Cooperativas, liderado por Trebor Scholz, pesquisador da The New School e autor do livro Cooperativismo de Plataforma, que é uma das bases desse movimento.

Leia mais: Cooperativismo de Plataforma: novas possibilidade para a Economia do Compartilhamento.

O Consórcio acaba de receber um financiamento de 1 milhão de dólares, via Fundação Google.  O recurso será utilizado para construir colaborativamente o Platform Co-op Development Kit, uma espécie de plataforma e kit de ferramentas que irá ajudar pessoas interessadas em criar plataformas digitais cooperativas. Além disso o Kit dará suporte a cooperativas já existentes em de diversos países fora dos Estados Unidos, como Austrália, Índia e Brasil.

 Créditos:  The New School

Créditos: The New School

Outros objetivos do Consórcio são:

  • desenvolver um mapa do ecossistema de cooperativas digitais;
  • um repositório de conteúdo e referências sobre cooperativismo de plataforma; 
  • criar ferramentas de apoio à gestão e de orientação em questões legais.

Tudo será produzido em código aberto, buscando  facilitar o acesso e a criação de novas startups cooperativas. Diante da concentração de riqueza e poder promovida pelos gigantes da economia digital é preciso, acima de tudo, retomar o controle sobre nosso próprio trabalho. O Cooperativismo de Plataforma é um grande passo nessa direção.